Acesso a Informação

Parceiros e Órgãos

Telefones úteis

Mídias SDA

Navio Pirata: SDA assina termo de cooperação com a FUNCEME para monitoramento dos oceanos
Sex, 10 de Novembro de 2017 08:28

Através do Projeto São José III, serão adquiridos 54 sensores eletrônicos para boias ATLAS que ajudarão o Navio Pirata no monitoramento dos oceanos


Durante comemoração de 20 anos do Projeto Pirata, no Navio Vital de Oliveira, foi assinado um convênio de cooperação entre a Secretaria do Desenvolvimento Agrário e a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), para, através do Projeto São José III, ser adquirido 54 sensores eletrônicos para boias ATLAS, que ajudarão no monitoramento do Oceano Atlântico. O contrato com a empresa SEA BIRD ELETRONICS INC para aquisição dos sistemas totaliza US$ 349,191,00 (R$ 1.330.417,71), que serão financiados pelo Banco Mundial através do Projeto São José III, beneficiando todo o Estado do Ceará. 

De acordo com o secretário do Desenvolvimento Agrário Dedé Teixeira, os dados coletados pelos sensores serão utilizados nas pesquisas do Projeto PIRATA. “O objetivo maior dessa aquisição é o monitoramento das condições meteorológicas e oceanográficas no Oceano Atlântico, de acordo com as especificações previstas nos Termos de Referência da parceria”. 

Ainda de acordo com o secretário, a Secretaria do Desenvolvimento Agrário é uma grande parceira da Funceme nos projetos de monitoramento para o sertão cearense. "Já está sendo realizado um estudo de solos que vai ser fundamental para a nossa agricultura e agora essa importante parceria que vai ser fundamental para o Nordeste, em especial para o Estado do Ceará". 


As boias oceanográficas do projeto PIRATA (Prediction Research Array in the Tropical Atlantic), responsável pelo monitoramento das condições meteoceanográficas no Oceano Atlântico, não estão equipadas com sensores de salinidade e temperatura nos níveis de profundidade suficientes e adequados para monitorar o comportamento da espessura da camada de barreira – BLT, fazendo-se de extrema importância a aquisição de sensores para complementar o monitoramento de boias localizadas na área de observação da BLT.

Os sensores serão compatíveis com aqueles já acoplados às boias PIRATA para que os módulos que envolvem aquisição de dados e sua transmissão via satélite, já existentes, possam reconhecê-los e fazer a aquisição e a transmissão de dados de forma adequada. 

Durante o evento foi apresentando pelo professor Paulo Nobre, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE, os resultados do brilhante trabalho realizado pelo Navio Vital de Oliveira, conhecido como Navio Pirata, que é o navio mais equipado para pesquisas oceanográficas com 28 equipamentos de pesquisa. Além disso foi lançado o selo comemorativo dos Correios em alusão aos 20 anos do projeto Pirata.


"Além das pesquisas do Navio temos também 10 projetos de pesquisa caminhando em paralelo, com estudos de circulação atmosférica e comunidades científicas", comentou o professor frisando que no Ceará a responsável é a Universidade Federal do Ceará através do Labomar. 

Participaram do evento o presidente da Funceme Eduardo Martins,  representante da SEA BIRD ELETRONICS INC Wilsa Atella, coordenador do Projeto Paulo Freire Lafaete Almeida, representantes do Banco Mundial Barbara Farinelli, além de professores e pesquisadores americanos e franceses. 


Projeto Pirata

O Projeto PIRATA é um projeto de cooperação internacional entre Brasil, Estados Unidos e França, e estes países utilizam como padrão os sensores fabricados por laboratórios credenciados pela National Oceanic and Atmospheric Administration – NOAA-USA, a fim de que os dados adquiridos e disponibilizados para a sociedade em geral sejam todos padronizados. 

Uma vez assimilados em modelos de previsão numérica globais e de área limitada que utilizam como dados de entrada propriedades físicas da circulação oceânica nesta região, os dados coletados pelas boias PIRATA e PIRATA-extensão SWE, podem melhorar sensivelmente a previsão climática da estação das chuvas sobre o Nordeste, subsidiando o desenvolvimento de estratégias.


Assessoria de Comunicação da Secretaria do Desenvolvimento Agrário

Marina Filgueiras - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

André Gurjão -  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

Calendário

Novembro 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 1 2