Institucional

A Secretaria do Desenvolvimento Agrário, Órgão da Administração Direta do Governo do Estado do Ceará, tem por finalidade planejar, coordenar e executar, diretamente ou através das suas Vinculadas, as ações do Governo para o desenvolvimento da agropecuária, mediante apoio à agricultura familiar. A estrutura vigente da Secretaria do Desenvolvimento Agrário foi criada pela Lei Nº. 13.875 de 07 de fevereiro de 2007. Antes porém, o Órgão havia sofrido, desde sua criação, 11 reformas estruturais, com mudanças em sua denominação original. Segundo os registros encontrados, a instituição que rege os negócios da Agricultura do Estado originou-se em 23 de março de 1921, pela Lei No. 1827, designada por Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura e Obras Públicas. Hoje denomina-se Secretaria do Desenvolvimento Agrário.

 
 
Missão

Promover o desenvolvimento rural sustentável do Estado do Ceará, com ênfase nos agricultores e agricultoras familiares, com participação, inclusão e justiça social.
 
Visão
Ser reconhecida até 2020, como instituição responsável pelo alcance do desenvolvimento sustentável da agricultura familiar.

Secretários

Secretário do Desenvolvimento Agrário

De Assis Diniz

 

Francisco De Assis Diniz é secretário estadual do Desenvolvimento Agrário, metalúrgico, bacharel em Direito e História e especialista em Gestão Pública e Economia do Trabalho pela Unilab e pela Unicamp, respectivamente. Encabeçou a expansão da Central Única dos Trabalhadores (CUT/CE) pelo interior cearense e presidiu o Instituto de Desenvolvimento do Trabalhado (IDT) entre 2007 e 2013. Antes de se tornar secretário, De Assis ainda foi eleito e presidiu o diretório estadual do PT no período que vai de dezembro de 2013 a abril de 2018.

O secretário nasceu no município de Cedro, no Centro Sul cearense, em 3 de julho de 1964, sendo a família ligada à Fazenda Caraíbas, na zona rural. Filho do agricultor e comerciante José Alves Diniz e da dona de casa Nazareth Moreira Diniz, iniciou os estudos em escolas públicas e realizou o ensino médio, antigo “ginásio”, na Escola São João Batista. Aos 18 anos, De Assis, como ficou conhecido, se mudou para Fortaleza com a irmã mais velha, Aldevan Diniz, e os sobrinhos realizando o curso técnico em Eletromecânica pela Escola Técnica Federal do Ceará, atualmente IFCE.

Trabalhou na Ferragem Aparelhos Elétricos S/A (FAE) e, por sua atuação como metalúrgico, foi eleito presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Estado do Ceará e da Federação dos Metalúrgicos do Norte/Nordeste. Além disso, foi membro da Executiva da Confederação Nacional dos Metalúrgicos (CNM).

Participou da Central Única dos Trabalhadores (CUT/CE) desde a sua fundação, sendo eleito duas vezes presidente da maior central sindical do Ceará. Nas ruas, De Assis comandou manifestações históricas em defesa do Banco do Estado do Ceará (BEC), organizou e dirigiu as greves gerais, o ato contra o BID e a ALCA e o Fora Collor e também esteve à frente de diversas negociações do Grito da Terra Brasil no Estado.

Em seu discurso de posse, o esposo de Selma Nunes e pai de Thyara, José Antônio e Ester frisou a importância do diálogo com os movimentos sociais, representantes dos trabalhadores rurais e organizações comunitárias espalhadas por todo o Estado. Para ele, através da legítima participação da sociedade civil é que, enfim, será possível o êxito das políticas públicas em desenvolvimento agrário e levar a dignidade e a cidadania para as famílias do campo.


Secretário Adjunto do Desenvolvimento Agrário

Wilson Brandão

 

Wilson Vasconcelos Brandão Junior nasceu em Fortaleza em 20 de maio de 1956. é geólogo por formação, com especialização em Planejamento Agropecuário. Em 1984, foi fotointerprete para preparação de projetos de regularização fundiária no cariri. Nos anos seguintes, foi gestor do Programa Fundiário Nacional do Estado, em Iguatu e em Jaguaretama.

Em 1986, foi assessor para o Desenvolvimento dos Assentamentos Rurais na Região de Itapipoca do Projeto Incra e chefe do Núcleo de Estudos do ITERCE, além de membro do grupo de trabalho para reestruturação. Em 1991, foi consultor do IICA e DNOCS para o Programa de Emancipação de Perímetros

Irrigados nos Estados do Ceará e Piauí. Em 1996, foi Coordenador Geral do Programa de cadastro Fundiário e Reassentamento das famílias rurais atingidas atingidas pela construção da barragem do Castanhão e pelo Complexo Industrial e Portuário do Pecém.

Nos anos seguintes, foi Secretário Municipal de Agricultura do Município de Paraipaba e membro do Grupo Técnico de Elaboração do Projeto ARIDAS. No IDACE, foi coordenador geral do Programa de Cadastro Fundiário e Reassentamento das famílias rurais, chefe do Departamento de Informática, diretor técnico, assessor especial do superintendente e, de 2003 a 2006, superintendente do instituto. Neste período foi implantado, definitivamente, o Cadastro Fundiário Georreferenciado em vários Municípios do Estado do Ceará, nos quais foram regularizadas mais de 15.000 posses. Exerceu a função de secretário executivo da Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Estado do Ceará entre os anos 2007 a 2014.

 


Secretario Executivo do Desenvolvimento Agrário

José Leite

 

José Leite Gonçalves Cruz, ou simplesmente Zé Leite, como é mais conhecido, é especialista em Administração Pública pela Unifor, em Gestão de Negócios pela Fundação Dom Cabral e em Desenvolvimento Rural Sustentável pela Universidade Federal de Lavras (UFLA-MG).

É mestre em Negócios Internacionais, também pela Unifor, e já presidiu o Instituto Agropolos entre janeiro e dezembro de 2008. O atual secretário executivo da SDA já ocupou a Coordenadoria Administrativa e Financeira da da Secretaria, entre 2007 e 2008.


INFORMAÇÕES ÚTEIS

Endereço

Avenida Bezerra de Menezes, 1820
São Gerardo, Fortaleza/CE – CEP: 60.325-105

 

Telefone

(85) 3101.8008