Secretários

Secretário do Desenvolvimento Agrário

De Assis Diniz

 

Francisco De Assis Diniz é secretário estadual do Desenvolvimento Agrário, metalúrgico, bacharel em Direito e História e especialista em Gestão Pública e Economia do Trabalho pela Unilab e pela Unicamp, respectivamente. Encabeçou a expansão da Central Única dos Trabalhadores (CUT/CE) pelo interior cearense e presidiu o Instituto de Desenvolvimento do Trabalhado (IDT) entre 2007 e 2013. Antes de se tornar secretário, De Assis ainda foi eleito e presidiu o diretório estadual do PT no período que vai de dezembro de 2013 a abril de 2018.

O secretário nasceu no município de Cedro, no Centro Sul cearense, em 3 de julho de 1964, sendo a família ligada à Fazenda Caraíbas, na zona rural. Filho do agricultor e comerciante José Alves Diniz e da dona de casa Nazareth Moreira Diniz, iniciou os estudos em escolas públicas e realizou o ensino médio, antigo “ginásio”, na Escola São João Batista. Aos 18 anos, De Assis, como ficou conhecido, se mudou para Fortaleza com a irmã mais velha, Aldevan Diniz, e os sobrinhos realizando o curso técnico em Eletromecânica pela Escola Técnica Federal do Ceará, atualmente IFCE.

Trabalhou na Ferragem Aparelhos Elétricos S/A (FAE) e, por sua atuação como metalúrgico, foi eleito presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Estado do Ceará e da Federação dos Metalúrgicos do Norte/Nordeste. Além disso, foi membro da Executiva da Confederação Nacional dos Metalúrgicos (CNM).

Participou da Central Única dos Trabalhadores (CUT/CE) desde a sua fundação, sendo eleito duas vezes presidente da maior central sindical do Ceará. Nas ruas, De Assis comandou manifestações históricas em defesa do Banco do Estado do Ceará (BEC), organizou e dirigiu as greves gerais, o ato contra o BID e a ALCA e o Fora Collor e também esteve à frente de diversas negociações do Grito da Terra Brasil no Estado.

Em seu discurso de posse, o esposo de Selma Nunes e pai de Thyara, José Antônio e Ester frisou a importância do diálogo com os movimentos sociais, representantes dos trabalhadores rurais e organizações comunitárias espalhadas por todo o Estado. Para ele, através da legítima participação da sociedade civil é que, enfim, será possível o êxito das políticas públicas em desenvolvimento agrário e levar a dignidade e a cidadania para as famílias do campo.

Secretário Executivo do Desenvolvimento Agrário

Wilson Brandão

 

Wilson Vasconcelos Brandão Junior nasceu em Fortaleza em 20 de maio de 1956. é geólogo por formação, com especialização em Planejamento Agropecuário. Em 1984, foi fotointerprete para preparação de projetos de regularização fundiária no cariri. Nos anos seguintes, foi gestor do Programa Fundiário Nacional do Estado, em Iguatu e em Jaguaretama.

Em 1986, foi assessor para o Desenvolvimento dos Assentamentos Rurais na Região de Itapipoca do Projeto Incra e chefe do Núcleo de Estudos do ITERCE, além de membro do grupo de trabalho para reestruturação. Em 1991, foi consultor do IICA e DNOCS para o Programa de Emancipação de Perímetros

Irrigados nos Estados do Ceará e Piauí. Em 1996, foi Coordenador Geral do Programa de cadastro Fundiário e Reassentamento das famílias rurais atingidas atingidas pela construção da barragem do Castanhão e pelo Complexo Industrial e Portuário do Pecém.

Nos anos seguintes, foi Secretário Municipal de Agricultura do Município de Paraipaba e membro do Grupo Técnico de Elaboração do Projeto ARIDAS. No IDACE, foi coordenador geral do Programa de Cadastro Fundiário e Reassentamento das famílias rurais, chefe do Departamento de Informática, diretor técnico, assessor especial do superintendente e, de 2003 a 2006, superintendente do instituto. Neste período foi implantado, definitivamente, o Cadastro Fundiário Georreferenciado em vários Municípios do Estado do Ceará, nos quais foram regularizadas mais de 15.000 posses. Exerceu a função de secretário executivo da Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Estado do Ceará entre os anos 2007 a 2014 e Secretário Adjunto de 2015 a 2018.

 

Secretario Executivo do Planejamento e Gestão Interna do Desenvolvimento Agrário

Demitri Nóbrega Cruz

Demitri Nóbrega Cruz é advogado graduado pela Universidade Federal do Ceará e especialista em Gestão Estratégica de Políticas Públicas pela Universidade de Campinas (Unicamp). Atuou no movimento estudantil universitário na direção do Diretório Central dos Estudantes da UFC e na Federação Nacional dos Estudantes de Direito (FENED).

Como advogado atuou em defesa dos Direitos Humanos e Direitos Sociais e Trabalhistas junto a conjuntos habitacionais na região metropolitana de Fortaleza e nos Sindicatos de Trabalhadores Rurais e Servidores Públicos no município de Baturité. Foi assessor parlamentar junto a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa e advogado do Escritório de Direitos Humanos e Assessoria Jurídica Popular Frei Tito de Alencar.

Como gestor público, trabalhou na assessoria da presidência da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), como Superintendente Regional Substituto do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e como Secretário Executivo na Secretaria de Direitos Humanos de Fortaleza (SDHDS).

Entre 2011 e 2012, ocupou a presidência da Fundação da Criança da Cidade de Fortaleza (Funci) e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos, quando foi agraciado com o Prêmio Direitos Humanos da Presidência da República pelo trabalho de erradicação do subregistro civil de nascimento e acesso a documentação civil básica.

Entre 2015 e 2018, atuou como Coordenador Especial de Política Públicas de Direitos Humanos no Gabinete do Governador, sendo co-responsável pela elaboração e aprovação do Plano Estadual para a Erradicação do Trabalho Escravo. Em 2019 e 2020, trabalhou como assessor especial da Casa Civil do Estado do Ceará.

Secretário Executivo de Pesca do Desenvolvimento Agrário

Antônio Nei de Sousa

 

Antônio Nei de Sousa é secretário estadual executivo de Pesca, bacharel em Direito pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Antônio Nei foi secretário executivo da Secretaria das Cidades de maio a dezembro de 2018. Atuou no setor público como prefeito do município de Pereiro (1993-1996), Vice-Prefeito (2001-2004) e Secretário Municipal de Saúde. Foi assessor parlamentar na Assembleia legislativa e na Secretaria Municipal de Governo (Segov) e atuou como conselheiro do Conselho Estadual do Meio Ambiente.