Agricultura familiar: confira novidades do Hora de Plantar 2023/2024

3 de janeiro de 2024 - 13:48

Texto e fotos: Ascom SDA

A 37ª edição do Projeto Hora de Plantar Safra 2023/2024 foi lançada no dia 28 de dezembro de 2023, em Barbalha, na região do Cariri. Com investimentos de R$ 26 milhões, o programa visa beneficiar 155 mil agricultores em 182 municípios do estado.

O valor é cerca de R$ 1 milhão a mais do que o investido na safra passada. O programa é financiado pelo Governo do Ceará, com recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop) e do Tesouro do Estado.

Em novembro do ano passado, o secretário do Desenvolvimento Agrário, Moisés Braz, assinou os contratos para a aquisição das sementes para o projeto. Nesta nova edição, as distribuições de sementes de feijão caupi (231 toneladas), capim mombaça (3 toneladas) e de algodão (10 toneladas) estão entre as novidades para o Hora de Plantar 2023/2024.

Também estão sendo fornecidas aos agricultores e agricultoras familiares sementes de milho híbrido (2 mil toneladas), milho variedade (500 toneladas), sorgo forrageiro (180 toneladas), mudas de cajueiro anão (500 mil), aroeira (4.445 mudas), sabiá (39.926 mudas), maniva (5mil m³ – 10 milhões de mudas) e palma (2,5 milhões de raquetes).

A titular da Coordenadoria de Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Codaf), Rocicleide Ferreira, destacou o valor do investimento do Projeto Hora de Plantar. “Uma coisa importante que tem sido uma marca do governador Elmano de Freitas é qualificar cada vez mais a política de agricultura familiar no nosso Estado. Nós da SDA estamos trabalhando para que esta nova edição aconteça da melhor forma possível (distribuição de sementes) no interior do Ceará. E que o Estado tenha uma boa safra e tenha uma colheita maravilhosa”, projetou.

Distribuição de grãos

O projeto Hora de Plantar também ampliou sua distribuição de grãos, de forma restrita, a 25 municípios, com 10 toneladas de sementes de algodão e bioinsumos. Para execução da Safra 23/24, a SDA firmou 34 contratos de fornecimento de sementes (milho, feijão, sorgo, algodão e capim), nove contratos de fornecimento de palma forrageira, 25 contratos de fornecimento de cajueiro anão e nativas e dois contratos de fornecimento de maniva sementes. Os produtos estão sendo disponibilizados aos armazéns regionais, com entregas aos municípios nas primeiras semanas de 2024.

A execução e assistência técnica do Hora de Plantar ficam a cargo da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce), em parceria com as secretarias municipais de Agricultura. Para o presidente da Ematerce, Inácio Mariano, o Hora de Plantar tem se consolidado como a principal política de assistência agrícola no Ceará.

“É muito importante brindar essa política pública exitosa de 37 anos e que tem mudado radicalmente a forma como se faz agricultura familiar no Ceará. Este é um momento histórico porque estamos lançando o Hora de Plantar aqui no Cariri, que tem uma representatividade enorme do ponto de vista social e econômico para o Ceará. E para nós que fazemos a Ematerce, quero dizer para nossos agricultores e agricultoras, que estaremos de portas abertas para atender todos vocês. Vamos atuar na distribuição de grãos como também na orientação para uso adequado das sementes”, afirmou Inácio Mariano durante lançamento do projeto em dezembro de 2023.

Hora de Plantar

Com 37 anos de existência, o Hora de Plantar proporciona incrementos significativos da produtividade agrícola e, consequentemente, no aumento na renda e na segurança alimentar de inúmeros cearenses.

Em 2021, através da Lei Ordinária nº 17.534, o projeto tornou-se uma Política Pública de Estado destinada ao fomento à produção rural de forma perene, proporcionando resultados socioambientais e econômicos relevantes para o agricultor familiar.